Óleo Essencial de Melaleuca (Tea Tree)|Phytoterápica 10ml

Código: N233 Marca:
R$ 34,90
até 3x de R$ 11,63 sem juros
ou R$ 34,20 via Boleto Bancário
Adicionar Estoque: 3 dias úteis
    • 1x de R$ 34,90 sem juros
    • 2x de R$ 17,45 sem juros
    • 3x de R$ 11,63 sem juros
    • 4x de R$ 9,38
    • 5x de R$ 7,61
    • 6x de R$ 6,44
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Óleo Essencial de Aroma Herbáceo. Indicado para tratar micoses de unha e pele, candidíase, gengivite, periodontite, afta, mau hálito, brotoeja, calos, frieiras, feridas, otite, dor de garganta, herpes labial, esporão de calcâneo e sarna.
Na face é excelente para tratar pele oleosa, acnes severas, verrugas e pústulas. Dica: use em máscaras de Argila Verde ou Preta ou vaporização facial.
Útil para tratar o couro cabeludo contra psoríase, caspa e seborreia. Pode usar junto ao shampoo.
Dentre as muitas propriedades do óleo, podemos citar sua ação bactericida, antifúngica, germicida, expectorante, antisséptica, antiviral e cicatrizante.
Para extração de 1 litro de óleo essencial, são necessários aproximadamente 100kg de folhas.

 

Sobre o Óleo Essencial de Melaleuca

As propriedades medicinais do óleo de Melaleuca são conhecidas por centenas de anos pela tribo australiana de aborígines Bundialung. Eles tratavam muitas afecções com macerados das folhas da árvore e costumavam nadar na lagoa onde as folhas caídas haviam tornado a água um banho terapêutico. A Melaleuca passou a ser conhecido no ocidente a partir da expedição do capitão James Cook, que em 1770 aportou na baía de Botany na Austrália, e observou os aborígenes fazerem chá com as folhas de uma árvore, usada com finalidades medicinais. O botânico da expedição, Joseph Banks, coletou amostras das folhas de diferentes espécies de melaleucas usadas neste chá nativo, e acabou por dar-lhes o nome de “Tea Tree” ou “árvores de chá”.

Dentre os diversos tipos de usos que o óleo possui, podemos dizer que o mais interessante é na eliminação de bactérias causadoras de infecções. Pesquisadores australianos demonstraram uma ação rápida in vitro, de menos de uma hora sobre todas as bactérias das colônias estudadas, em diluições que variavam de 0,5% até 1,25% conforme o tipo de microorganismo. Eles estudaram a ação da Melaleuca sobre um tipo de “supermicróbio”, comumente resistente à meticilina ou MRSA, o Staphylococcus aureus, uma bactéria hospitalar que não responde a antibióticos e mata pacientes em todo o mundo. Descobriram que apenas uma pequena quantidade do óleo de Melaleuca (uma concentração de 0.25%, equivalente a 5 gotas em 100ml água), foi suficiente para inibir o crescimento bacteriano; com o dobro da dosagem (0.5%), ele mata esta bactéria. Desta forma, não só o uso da Melaleuca na eliminação de infecções é válida, mas também seu uso na purificação de água e alimentos (como alternativa ao cloro) e no ar (em difusores ou ar condicionado) encontra grande valia.

 

Hoje o Tea Tree é considerado um recurso valioso dentro da odontologia no tratamento de doenças bucais e na prevenção da cárie. Pesquisadores brasileiros da Escola Dentária de Piracicaba (via UNICAMP), demonstraram ser o óleo de Melaleuca mais eficaz que a clorexidina e o óleo de alho no combate a bactérias bucais. Apesar de todos os três mostrarem atividade antimicrobial sobre Streptococci mutans, agente causador de cáries, somente o Melaleuca apresentou resultados nos outros tipos de bactérias. A clorexidina é em geral indicada para a redução da flora microbiana, sendo utilizada em produtos para desinfecção das mãos, tratamento de infecções na área bucal, genital e da pele.

No tratamento da candidíase (Candida albicans) a Melaleuca é infalível. Experiências da Universidade de Hacettepe, Turquia, demostraram ser ele eficaz não só sobre a candidíase normal, mas também sobre a candidíase resistente aos medicamentos usualmente utilizados como o fluconazol. Hoje a candidíase é um problema que ataca um grande número de pessoas, e uma das formas mais comuns tem sido a vaginal, que ocasiona coceiras e desconfortos. O herpes labial (Herpes simplex) é outro problema tratável com o óleo de Melaleuca em diluições de 6%.

O uso excessivo de Melaleuca, internamente pode ser tóxico, mas se utilizado adequadamente traz resultados sem fazer nenhum mal. O óleo essencial de Melaleuca é usado principalmente para resolver problemas como unha preta, com micoses, descamando ou encravada, pé de atleta e se associado meio a meio com o óleo de cravo-da-índia obtém-se resultados ainda melhores; sinusite infecciosa; garganta inflamada, laringite e amidalite; caspa, seborreia; impetigo, pitiríase, psoríase, candidíase ou tricomoníase vaginal, coceira genital e nas virilhas, herpes ou sapinho; cistite, infecções em geral, candidíase reincidente,etc.

 

Precauções

Este óleo não é considerado tóxico. Em pessoas hipersensíveis, pode causar dermatite de contato em concentrações acima de 10%. No uso interno, pode causar neurotoxicidade acima de 5 ml.

Produtos relacionados

R$ 34,90
até 3x de R$ 11,63 sem juros
ou R$ 34,20 via Boleto Bancário
Adicionar Estoque: 3 dias úteis
Pague com
  • Pagar.me V2
Selos
  • Site Seguro

Hubee Soluções Logísticas Ltda - CNPJ: 35.594.469/0001-80 © Todos os direitos reservados. 2020